:: Santuário Senhor Bom Jesus

O SANTUÁRIO

Com a doação de um terreno feita pelo Sr. Joaquim Bueno de Morais e sua esposa Dona Dionísia Bueno de Vasconcelos, em 1865, para a construção da capela, o povoado ao Bom Jesus começou a ser fundado.
Joaquim Bueno tentou levantar sozinho a primeira capela de Córrego no terreno doado, mas não conseguiu. Então com a ajuda do Vigário da paróquia de Cambuí, Padre Caramuru, convocou uma reunião no dia 25 de agosto de 1872, na sacristia da Igreja Matriz de Cambuí, com as principais figuras da cidade e do bairro do Córrego, para darem procedimento às obras.
Nesta reunião foi eleita a Comissão de Obras e constituída a festa do Senhor Bom Jesus no dia 06 de agosto. O Sr. Joaquim Bueno de Morais expôs como Procurador tudo o que ele já havia realizado para a construção da Capela. O Presidente da Comissão Padre Caramuru propôs que na ata constasse um voto de louvor ao Sr. Joaquim Bueno de Morais, por ter tomado sobre si desde o começo a tarefa da construção da capela do Sr. do Bom Jesus do Córrego.
José Tibúrcio de Salles foi contratado pela comissão por oitocentos mil réis para construção da Capela.

A PARÓQUIA

A Paróquia do Córrego do Bom Jesus foi criada, ainda pela Diocese de São Paulo, em 1899. Segundo documento, a criação da Paróquia foi através de um requerimento do Vigário de Cambuí, Pe. José da Silva Figueiredo Caramurú. O documento que temos é uma provisão assinada por Mons. Dr. Tergo O’Connor D...,Vigário Geral do Bispado.
Autoriza a escrever os livros paroquiais e transcrever o citado documento "e tudo mais que lhe aprouver" ao pároco Vicente Maria Sansoni da capella do Córrego hoje freguesia curada. Subscreve Pe. José Marcondes de Araújo Silva, secretário do Bispado". O documento foi transcrito, assinado e afixado pelo Pe. Caramurú, em 20 de Fevereiro de 1899

PARÓQUIA SANTUÁRIO

Para que a igreja possa se tornar Santuário, ela precisa ter um motivo especial e um fluxo de romeiros que venham visitar o local, além de uma autorização especial com a benção do Bispo Arquidiocesano. Após esse processo, o histórico da paróquia tem de ser encaminhado a Santa Sé com o pedido de benção ao Santo Padre, o Papa.
Segundo o Livro de Tombo da Paróquia, a consagração canônica como Santuário aconteceu em 1911, durante a visita Pastoral do 2º Bispo de Pouso Alegre, Dom Assis. Em 1972, 90 anos após a chegada da Imagem, foi construída a atual Igreja pelo Vigário Cônego Foch Morais Teixeira, juntamente ao povo e dedicada a Comissão Fundadora. A Igreja foi benta pelo Arcebispo Dom José D’Angelo Neto e consagrada como Santuário do Senhor Bom Jesus.
A Paróquia Santuário Bom Jesus tem 17 comunidades rurais, e na sede tem a Igreja Matriz Santuário e a Igreja de São Benedito, ao lado da creche e casa de retiro dirigida pelas Irmãs Claretianas, fundada por Christovam Chiaradia.
A arquidiocese dividiu-se em Setores de Pastorais, sendo que o “Setor Fernão Dias” abrange as cidades de Estiva, Cambuí, Bom Repouso, Senador Amaral, Córrego do Bom Jesus, Camanducaia, Itapeva, Extrema e Toledo. Um estandarte do Bom Jesus do Córrego percorre estas Paróquias do setor como um símbolo desta Centenária devoção e religiosidade do povo.